1602

Fazia muito tempo que eu não lia nada da MARVEL que me agradava (com exceção das velhas histórias do Justiceiro escritas por Garth Ennis), mas 1602 serviu muito bem para que eu ficasse de bem com MARVEL outra vez!
Quero ver mais histórias desse nível!

















O AUTOR ( e seus companheiros)

1602 foi escrito pelo lendário Neil Gaiman.
Não é necessário apresentar Neil Gaiman para quem conhece pelo menos um pouco do universo dos quadrinhos. O cara é simplesmente um gênio!
Quero aproveitar a oportunidade para dizer que ler a obra completa de Neil Gaiman está na minha lista de coisas que quero fazer antes de morrer.
O desenhista é Andy Kubert, que também possui um currículo admirável. Seu trabalho mais famoso até agora é a minissérie “Origem”, que conta a história do baixinho invocado mais querido do universo Marvel: Wolverine.
Vale citar também Richard Isanove que ficou responsável pela sensacional pintura digital!
Enfim, com um time desses na produção não tinha como 1602 dar errado, não é mesmo?


O ENREDO

1602 pode ser resumido em uma única frase: “É uma releitura do universo Marvel feita por Neil Gaiman que se passa no ano de 1602”.
Eu recomendo que você leia a minissérie (que tem originalmente 8 edições, mas foi publicada no Brasil em 4) apenas com a frase acima como sinopse.
Eu li 1602 sem sequer saber do que se tratava e fiquei absolutamente impressionado! Foi muito divertido descobrir aos poucos do que se tratava a revista, mas para os curiosos que não se contentam apenas com uma frase como sinopse aí vai um pequeno aperitivo:
Em 1602 podemos ver a releitura de personagens famosos da Marvel situados na Inglaterra medieval e contracenando com algumas figuras históricas.


MINHAS IMPRESSÕES

Como eu disse acima, a minissérie foi lançada no Brasil em apenas 4 edições. Quando terminei de ler a primeira eu já tinha certeza que 4 edições não seriam o suficiente.
Dito e feito, terminei de ler a quarta edição com uma mistura de satisfação por ter lido uma história sensacional com tristeza por saber que ela estava acabando ali, tão cedo, em apenas quatro edições.
A verdade é que 1602 é tão bom que eu poderia ler até 100 edições!
O incrível dessa revista é que ela traz uma abordagem completamente nova aos heróis que estão sendo usados apenas como produto em suas publicações mensais de péssimo gosto.
1602 fez com que eu me interessasse novamente por velhos personagens que há muito tempo não me surpreendiam mais.
O divertido é ler e descobrir aos poucos quem são os personagens apresentados. É possível encontrar pequenas pistas durante a história e quem é realmente fã vai se maravilhar ao descobrir de quem se trata cada personagem apresentado!


CURIOSIDADES

Na última página da última edição há algumas curiosidades sobre a minissérie mas existem muitos easter eggs escondidos que só serão reconhecidos por alguns fãs!

Veja Também

Nenhum comentário:

Postar um comentário