Deus Segundo Laerte

Hoje é dia de falar de dois assuntos que eu gosto muito mas que ainda não escrevi nada sobre eles: Tirinhas e Material Nacional. Sempre fui muito fã do Laerte, que é o meu cartunista nacional favorito. Eu me lembro de ficar horas seguidas lendo coisas como Piratas do Tietê, Overman, Gato e Gata, entre outros.
Além desses, Laerte possui muitos outros personagens conhecidos do grande público mas minhas tirinhas favoritas do Laerte estão distribuídas em três pequenos livros que infelizmente não são tão conhecidos da maioria. Eu estou falando de Deus Segundo Laerte e suas duas sequências.



O AUTOR

Laerte possui uma vasta carreira no cenário dos quadrinhos e cartuns nacionais. Muitos dos quadrinistas, ilustradores e cartunistas que estão na ativa hoje se inspiram/espelham em Laerte.
Publicou seu primeiro personagem (Leão) pela primeira vez em 1970 na revista SIBILA e de lá pra cá teve muitos de seus trabalhos publicados em jornais (incluindo a Folha de São Paulo), fundou revista, editora, escreveu roteiros para teatro e televisão (TV Colosso, Sai de Baixo e outros), publicou dezenas de livros de alguns de seus muitos personagens.


O ENREDO

Em Março de 2000 Laerte resolve lançar o primeiro livro da melhor série que já escreveu na minha opinião: Deus Segundo Laerte. A idéia era simples: transformar Deus e o universo da fé em geral em personagens de tirinhas e brincar com eles. Isso por si só já tinha me conquistado logo de cara mas o prefácio de Frei Betto acaba atraindo ainda mais quando ele diz: “Se brincamos com tudo que nos é íntimo, por que excluir Deus do nosso humor e carinho?”.
Os outros dois livros que se seguiram lançados em 2002 e 2003 continuaram trazendo a mesma atmosfera do primeiro livro, mas dessa vez a cores (o primeiro é em preto e branco).



MINHAS IMPRESSÕES

Enquanto todos os meus colegas de classe preferiam gastar o tempo do intervalo ou da Educação Física jogando bola eu ficava sempre de lado esperando o tempo passar ou procurando algo interessante pra fazer. Numa dessas eu entrei na biblioteca da escola e comecei a procurar por algo para ler. Lá encontrei as duas primeiras edições desse universo criado por Laerte e gostei tanto que perdi as contas de quantas vezes eu li cada uma delas.
Eu gosto muito da idéia de um Deus que faz piadas com seus seguidores, com o diabo a até mesmo com Buda. As aparições de Jesus são poucas mas em compensação muitos anjos e santos roubam a cena diversas vezes.
Meu preferido é o terceiro livro que faz uma crítica geral a maneira como os governos encaram a guerra.
Abaixo segue algumas das minhas tirinhas preferidas desses três livros (clique para ampliar).





Veja Também

Nenhum comentário:

Postar um comentário