Arquivo Monstro: Beholder

Imagem: John Dotegowski
A grande maioria dos monstros clássicos usados nas partidas de RPG foram inspirados ou adaptados de criaturas de diversas mitologias ao redor do mundo.
Como uma das exceções mais icônicas, o Beholder é uma criação original para o D&D e o negócio caiu tanto no gosto do público que o bicho já apareceu em diversas obras dentro e fora do universo do RPG.
Em 1972 aconteceu a segunda partida de D&D de todos os tempos. Foi na casa de um dos criadores desse jogo incrível, mais precisamente do senhor Gary Gygax. Para compor a mesa, o dono da casa convidou um amigo e mais dois moleques que moravam perto de sua casa. O mais velho tinha 17 anos e o mais novo tinha apenas 15. Eles eram respectivamente Rob e Terry Kuntz, que mais tarde se juntariam a Gygax na criação de regras, cenários, personagens e monstros incríveis que iriam compor todo o universo do D&D.
Uma vez Terry desenhou um monstro e decidiu mostrar para Gygax, que assumiu a missão de criar uma descrição. Assim nascia o que mais tarde iríamos conhecer como Beholder.
Em 1975 ele seria apresentado as mesas de D&D de todo o mundo figurando a capa do primeiro suplemento para D&D de todos os tempos, o Greyhawk, e chamados pelos nomes "Sphere of Many Eyes" e "Eye Tyrant".
Ilustração da capa de Greyhawk - Imagem: Wizards of The Coast
Posteriormente ele apareceu em muitos outros livros (e continua aparecendo até hoje), sempre recebendo contribuições de diversos autores e ilustradores ao longo do tempo.
Posteriormente ele ficou com essa cara. - Imagem: Wizards of The Coast
É uma pena ele não estar sob a Open License que permite que qualquer um crie e modifique a partir do que já foi feito sobre a criatura, obrigando os autores a alterar suas feições e nome para que possam reproduzir em outras obras algo parecido com o bicho dos "zóio" mas isso nunca foi capaz de impedir um bom mestre que está sempre com a cabeça cheia de ideias. Como muitos sabem, meu RPG favorito é o Old Dragon, mas em minha mesa eu garanto que ele nunca deixou de aparecer.
A imagem abaixo traz uma versão inspirada no design clássico do Beholder e acabou se tornando uma de minhas versões favoritas.

Imagem: Jason Juta
Atualização [19/10/15 as 13h]: O Rafael Beltrame, grande companheiro da lendária lista da Redbox e autor de muitos materiais "matadores" para Old Dragon, postou nos comentários algumas informações adicionais sobre o Beholder e achei interessante compartilhar com todos:

A ideia de criá-lo surgiu como um desafio aos homens de arma e magos de nível alto. Algo precisava ser criado para ser um desafio de combate para eles (esta ideia também foi usada na espada de drenar níveis).
Na série de livros do AD&D sobre beholders (acho que é o que tem o I, Tyrant), fala da natureza de alguns de seus poderes. Esta ideia (da flutuação ser algo biológico, e não mágico), também faz parte da criação da criatura.
 E de brinde mais uma ilustração, dessa vez com uma pegada mais "monstruosa" do bicho:

Imagem: Jason Juta

Veja Também

3 comentários

  1. Muito legal!

    Umas informações complementares:
    a ideia de cria-lo surgiu como um desafio aos homens de arma e magos de nivel alto. algo precisava ser criado para ser um desafio de combate para eles (esta ideia tb foi usada na espada de drenar niveis).

    na série de livros do AD&D sobre beholders (acho q é o que tem o I, Tyrant), fala da natereza organiza de alguns de seus poderes. esta ideia (da flutuação ser algo biologico, e noa mágico), tb faz parte da criação da criatura.

    Muito legal, espero que escrevas sobre outras criaturas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Beltra!
      Cara, que informações legais, eu não poderia esperar contribuição melhor!

      Excluir
  2. Eu ADORO beholders e sempre os uso em minhas campanhas. Atualmente uso eles como sendo a materializacao dos pesadelos das grandes fadas e elfos sinistrões tipo Galadriel.

    Como tu curte Old Dragon, deixo aqui a ficha que eu uso, com o nome que eu conheci ele no caverna do dragao... O OBSERVADOR!

    http://olddragon.redboxeditora.com.br/observador/

    ResponderExcluir