Resenha: Quadrinhos e Arte Sequencial


Escrever histórias em quadrinhos sempre foi um dos meus sonhos. Não foram poucas as minhas tentativas, é verdade. Mas foi apenas há pouco tempo que decidi levar esse sonho a sério.
Quadrinhos e Arte Sequencial caiu em meu colo quando comecei meu trabalho de pesquisa para o roteiro da HQ no qual estou trabalhando atualmente.
Will Eisner foi um gênio, não há dúvidas. Dominou a mídia como poucos. Não apenas possuía um traço inacreditável como também era um excelente escritor.
Ficará para outra ocasião os meus comentários a respeito da carreira de Eisner e de suas principais obras. Por hoje, tratemos do livro mencionado no título.
O que temos aqui se aproxima muito mais de “comentários do diretor” do que de uma aula, propriamente dita. Ainda assim, a publicação ensina tanto que é até difícil não tratá-la como aula.
O livro apresenta inúmeras técnicas e formas de se contar sua história através da arte sequencial. 
Não é uma eterna verborragia técnica, e sim um grande depósito de conceitos práticos a respeito de parte do que Eisner aprendeu em toda a sua brilhante carreira. Tudo isso é exposto ao lado de dezenas de exemplos práticos, extraídos das HQs do autor. Além disso, para facilitar ainda mais a compreensão, ele ilustrou diversos outros exemplos especialmente para este livro, ou seja, o autor não poupou esforços na hora de tentar compartilhar um pouco do que sabia.
O único defeito é a linguagem. Às vezes pode soar um pouco arcaica, o que pode cansar o leitor. Ainda assim, vale a pena seguir até o fim.
Não é um manual, mas certamente o consultarei muitas vezes durante o meu aprendizado.
Se você não busca produzir HQs, mas escreve sobre o assunto ou apenas é um grande entusiasta da mídia, será uma grande adição a sua prateleira. Para os admiradores da obra de Eisner, este livro terá um valor ainda maior por permitir o leitor a embarcar em parte do processo criativo do autor, bem como conhecer alguns dos conceitos por trás das acertadas decisões na hora de escrever e ilustrar suas histórias.

Nota: 4/5

Veja Também

Nenhum comentário:

Postar um comentário