Socialize

Breaking

9 de abril de 2018

5 bandas influenciadas pelo livro 1984

Imagem: Max The Hitman
O alcance cultural da obra-prima de George Orwell é indiscutível. Além de influenciar incontáveis gerações de autores, também ultrapassou as fronteiras da literatura se tornando fonte de inspiração para muitos artistas. Essa postagem tem como objetivo falar de uma pequena parte do impacto que este livro teve na música. É impossível listar todas as músicas influenciadas pelo livro, mas separei alguns exemplos que considero bastante influentes em seus próprio gêneros e épocas. Vale dizer que minha pequena lista está em ordem de lançamento, e não de influência e/ou preferência.

David Bowie - 1984



No ano de 1974, David Bowie lançou o álbum Diamond Dogs, bastante inspirado na distopia de George Orwell misturado a um visual pós-apocalíptico glam concebido pelo próprio Bowie. Este é o oitavo álbum de estúdio do cantor, que sempre foi conhecido por músicas cheias de significado, algumas vezes instrospectivas e outras bastante críticas. Várias das músicas de Diamond Dogs possuem citações ou referências diretas ao livro, mas não tinha como eu escolher outra faixa para representar o álbum: 1984.

Van Halen - 1984



A faixa tem o mesmo título da anterior, mas a proposta é completamente diferente. O Van Halen nunca foi conhecido por letras ideológicas ou posicionamentos críticos, preferindo encabeçar um movimento mais “festeiro” do hard rock. Já que o ano de lançamento era o mesmo do título do livro de Orwell, incluiu-se uma faixa de abertura instrumental com Eddie Van Halen nos teclados tentando criar uma atmosfera distópica e futurista. As referências ficam por aqui, já que as demais faixas nada tem a ver com o livro, focando no que o Van Halen sempre soube fazer de melhor: farofa pura, da melhor qualidade. O que acabo de descrever pode ser melhor entendido se ouvir a segunda faixa do álbum em sequência a esta. Trata-se de nada menos do que o maior hit da banda: Jump.

Rage Against the Machine - Testify



Diferente da banda anterior, o Rage Against the Machine sempre deu uma atenção especial a crítica política e social em suas letras. Em seu quarto álbum de estúdio, The battle of Los Angeles, a música que abre o disco conta com um trecho extraído diretamente do livro: quem controla o passado, controla o futuro. Quem controla o presente, controla o passado. Embora seja uma música lançada em 1999, sua letra e clipe evidenciam o quão atemporal a crítica contida no livro era, com suas ideias caindo como uma luva em cenários políticos mais recentes.

Muse - Citizen Erased



De todas as bandas desta lista, o Muse talvez seja a que mais revisitou suas influências “orwellianas” ao longo de sua carreira. Em 2001 a banda lançava seu segundo álbum, Origin of Simmetry, onde já ficava claro a incluência científica real e ficcional em suas letras. A faixa Citizen Erased é uma clara referência ao conceito de “cidadão apagado” contido no livro e conta com trechos dos diálogos entre Winston e Julia. A banda ainda revisitou esta influência para compor outras músicas, mas seu trabalho posterior de maior destaque fica por conta do álbum The Resistance, de 2009, que foi composto quase que totalmente em cima da ideia de uma governo totalitário semelhante ao imaginado por Orwell.

Radiohead - 2+2=5



Hail to the Thief foi o sexto álbum de estúdio do Radiohead, lançado em 2003 em meio a uma sensação de pânico generalizada nos EUA em relação ao terrorismo. Como você deve imaginar, o ambiente perfeito para que todo tipo de incoerências ganhasse força em nome de uma “guerra ao terror”. A banda, não se identificando com essa filosofia e percebendo a crescente desinformação, compôs as músicas desse disco em crítica a mais uma fase política complicada da história humana. A faixa citada é uma alusão óbvia ao “interrogatório” sofrido por Winston no livro. Em tempo: este vídeo não é o clipe da música, e sim uma animação feita por Gastón Vinãs que também pega emprestado influencias de outra obra famosa de Orwell: a revolução dos bichos.

Uma das principais fontes de pesquisa para este texto foi o POOLPMX (em espanhol). Lá você pode conferir também outras músicas também inspiradas na obra de Orwell.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas